Nota sobre tragédia em escola de São Paulo

Notícias

13, maro 2019

O Sinpro-Rio vem a público lamentar profundamente o ocorrido numa escola pública na cidade de Suzano, região metropolitana de São Paulo, quando dois atiradores mataram oito pessoas e se suicidaram.
Aos familiares dos estudantes e funcionários vitimados, os nossos profundos sentimentos.
Reduto exclusivo para a formação do cidadão e da cidadã, a escola tem, em alguns aspectos, tido a sua finalidade deturpada. Este princípio tem sido atacado nos últimos tempos com a tentativa de se coibir a liberdade de cátedra.
Além disso, a banalização da violência por parte de quem deveria lutar pela sua redução tem incentivado agressões a professoras, professores e demais trabalhadores e trabalhadoras da Educação.
Que o acontecimento em Suzano sirva de alerta para que a disseminação da violência seja estancada e que autoridades se incumbam de seu dever em proteger o cidadão sem propugnar pelo armamento geral.