Notícias Gerais

Sinpro-Rio apresenta solidariedade a Roberto Ponciano

03/04/2017



foto

O Sinpro-Rio se solidariza com o seu filiado Roberto Ponciano, intimado pela Justiça por ter criticado o juiz Sérgio Moro e a forma com que está sendo conduzida a Operação Lava Jato.

Estamos revivendo tempos sombrios, onde a opinião é criminalizada. Na época da ditadura militar, qualquer crítica ao regime era passível de punição.

Nos dias de hoje, pessoas que expressam suas opiniões, livres e democráticas, dentro dos preceitos da liberdade de expressão presentes na Constituição brasileira, estão sendo intimadas a deporem na Polícia Federal.

Ponciano está sendo investigado por possível ocorrência de delito previsto nos artigos 140 (injúria), 147 (ameaça), 286 (incitação ao crime) e do Código Penal bem como no Artigo 2º , inciso 1º da Lei nº 12.850/2013.

Eis o que diz Roberto Ponciano, que é professor e filósofo, servidor público da Justiça Federal, diretor adjunto da Secretaria de Saúde do Trabalhador da CUT:

“Escrevo textos em meu perfil numa mídia social e em sites de opinião criticando sim procedimentos da Lava Jato e a seletividade do juiz Moro. Faço somente análises do contexto da investigação, ao criticar como ela acabou por se tornar uma orquestração política usada por veículos de comunicação e a direita. Em momento algum quis injuriar e ameaçar a integridade física do juiz Sergio Moro e de qualquer outra pessoa ou autoridade envolvidas na investigação”.



-